Serviços /

Jateamento Abrasivo

Jateamento Abrasivo

A Tecgal Acabamentos Superficiais Ltda é especializada em jateamento abrasivo, utilizando sempre materiais certificados para prestar um serviço de qualidade destinado a atender as mais diversas necessidade de nossos clientes. Trabalhaos sempre em conformidade com normas nacionais e internacionais e qualificação como:NBR, ISO, NACE, SSPC, ASTM, entre outras.

É o método mais eficiente para a remoção da camada de óxidos e outras substâncias depositadas sobre a superfície, empregando abrasivos projetados a alta pressão. Este tipo de limpeza é mais recomendável por apresentar grande eficiência, limpeza adequada e deixar na superfície uma rugosidade excelente para uma boa ancoragem da película de tinta. Quanto melhor o grau de limpeza e maior o perfil de rugosidade, maior será a adesão das tintas e melhor o desempenho e a durabilidade do esquema de pintura.

comportamento, abrasivo, granalha, micro esfera, bauxita

tabela de comportamento e utilização

Tabela de comportamento e utilização de diferentes materiais abrasivos

Materiais utilizados pela Tecgal

Jateamento com Granalha de Aço

Utilização de granalha de aço certificada, ideal para jateamento em substrados

Jateamento com Bauxita Sinterizada

O jateamento com Bauxita Sinterizada, também conhecida como SINTER-BALL (esférica) e SINTER-BLAST (angular) é um método moderno, rápido e funcional para a limpeza ou...

Jateamento com óxido de Alumínio

As características físicas, químicas e geométricas dos grãos, associadas a disponibilidade comercial de classificações regulares, abrem para o óxido de alumínio, um largo...

Jateamento com Micro Esfera de Vidro

É um processo que apresenta vantagens únicas que o diferencia dos demais jateamentos com outros abrasivos e lhe abre um campo de aplicações quase ilimitado...

Jateamento com Granalha de Aço

As granalhas de aço são um dos mais importantes materias de jateamento disponíveis no mercado.

Foi um dos primeiros abrasivos artificiais produzidos e, depois de exaustivas pesquisas operacionais, reconhecidas suas qualidade de eficiência, uniformidade e economia.

Inicialmente eram fabricadas de ferro fundido. Fragmentavam-se com certa facilidade apresentando consumo elevado, passando a agredir as superfícies jateadas e os equipamentos, Mesmo assim já começaram a substituir a tradicional areia evitando suas deficiências operacionais e os riscos que acarretam a saúde dos operadores. As produzidas em ferro maleável ou aço só foram comercializadas , no Brasil, nos anos 60, dominando mais de 70% do mercado atual. As principais vantagens que apresentam são:

- Baixo custo operacional: Suportam 300, 400 ou mais ciclos ao contrário dos 2 ou 3, no máximo, da areia.

- Velocidade de limpeza: A maior densidade, a possibilidade de ser impulsionado por turbinas atingindo maiores velocidades e a constância de suas dimensões durante muito tempo resultam numa notável e duradoura eficiência operacional.

- Uniformidade no acabamento: Pelas mesmas razões, os acabamentos superficiais são de uniformidade constante.

 - Menor desgaste: A abrasão sobre os bicos, palhetas de turbinas e sobre os próprios equipamentos é menor que quando se utiliza areia.

- Menor geração de pó: Como as granalhas de aço ou maleáveis não se fragmentam facilmente, o pó gerado se restringe ao removido da superfície da peças jateadas simplificando os sistemas de purificação dos abrasivos e reduzindo os investimentos iniciais.

Tipos de Granalhas

Ferro Fundido: Ainda são empregadas mas seu uso vem se reduzindo progressivamente. São de menor custo mas um criterioso estudo comparativo considerando, além do consumo direto, os gastos de manutenção, tem se revelado, sempre desfavorável às de ferro fundido.

Maleável: Geralmente produzidas de arame cortado (comprimento igual ao diâmetro) são bastante duráveis e representam cerca de 10% do consumo total.

Aço: São oferecidas com grande variedade de composição e dimensões. Quanto à forma, são apresentadas nas formas esféricas (“shot”) e angulares (“grit”) e possuem sua alta qualidade e rigor de especificações.

GRANALHAS DE AÇO ESFÉRICO (“SHOT”): São fornecidas em varias especificações. São empregadas para eliminação de rebarbas maiores, para alguns casos de limpeza e acabamento e também indispensáveis para “shot peening” com grandes intensidades. São pouco abrasivas.

GRANALHAS DE AÇO ANGULARES (“GRIT”): É o material mais empregado para limpeza em geral e preparação das superfícies para aderência (ancoragem) de revestimentos. São mais abrasivas que as esféricas.

Conforme a finalidade, passam por processos de têmpera e revenimento que lhes conferem características de dureza e maleabilidade convenientes. As granalhas de aço mais utilizadas para limpeza são as de baixa dureza (40 e 49 Rc) ou de arame cortado (31 a 39 Rc). As de grande dureza (até 66 Rc) são empregas principalmente para “shot peening” (“shot”) ou para a obtenção de altas rugosidades (“grit”) às vezes necessárias em certos problemas de ancoragem ou em rolos laminadores.

Geralmente se usa uma mistura de granulometrias ou até de esféricas com angulares para que se possa obter um resultado ideal no processo de jateamento.

Jateamento com Bauxita Sinterizada

O jateamento com Bauxita Sinterizada, também conhecida como SINTER-BALL (esférica) e SINTER-BLAST (angular) é um método moderno, rápido e funcional para a limpeza ou texturização em peças fundidas, preparação de superfícies metálicas, remoção de: ferrugens, pinturas, manchas e mais um grande número de outras aplicações.

SINTER-BALL e SINTER-BLAST foram desenvolvidos para satisfazer as mais variadas exigências de acabamento superficial. Utilizando tecnologia de ponta, SINTER –BALL e SINTER-BLAST lhes oferecem, qualidade e proteção além de outras inúmeras vantagens.

Aplicações genéricas:
Excepcional para equipamento de jateamento por ar comprimido tanto por pressão quanto por sucção sejam eles manuais ou automáticos.

Aplicações Práticas:
- Limpeza de peças fundias, forjadas, estampadas, estruturadas, repuxadas, etc...
- Preparação de superfícies para receber pintura, solda, revestimento, vulcanização, etc...
- Descarbonização de blocos de motores e seus componentes.
- Manutenção de motores e geradores elétricos.
- Manutenção mecânica em geral.
- Manutenção de peças e componentes aeronáuticos.
- Fosqueamento de vidros.
- Limpeza de moldes, estampos etc...
- Remoção de tintas, vernizes, incrustações, oxidações etc...
- Decoração em metais, vidros, granitos, mármores etc...
- Jateamento de peças injetadas de poliuretano.

Jateamento com Óxido de Alumínio

As características físicas, químicas e geométricas dos grãos, associadas a disponibilidade comercial de classificações regulares, abrem para o óxido de alumínio, um largo e peculiar campo de aplicação em jateamento.

O processo e altamente abrasivo o que é uma qualidade importante para algumas aplicações:

- Remoção de incrustações muito duras;

- Preparação de superfícies para maltação, eletrodeposição e pintura e rugosidades controladas para ancoragem, principalmente em peças de elevada dureza superficial.

- Pelas mesmas razões, é empregado também para preparação de superfícies para aderência de revestimentos de alta responsabilidade;

- Além da boa qualidade da limpeza, podem ser reduzidos ou até eliminados alguns tipos de imperfeições superficiais.

Em certos casos, a composição química do óxido de alumínio e a ausência de certos tipos de contaminações, formam o processo de jateamento compatível com algumas aplicações:

- Limpeza de titânio para aderência de plasma, muito empregado na indústria e manutenção aeronáuticas;

- Limpeza de ligas nobres como cromo-cobalto em prótese dentária;

- Limpeza em geral de metais não ferrosos, mesmo preciosos, quando eventuais contaminações com sílica (areia) ou ferro (areia e granalhas de aço) não forem admissíveis.

Além da limpeza, outras aplicações com desrebarbamento e acabamento acetinado, podem ser obtidas com jateamento com óxido de alumínio.

Jateamento com micro esferas de Vidro

Jateamento com microesferas de vidro é um moderno e eficiente processo de limpeza. Apresentam vantagens únicas que as diferenciam dos demais materiais granulados e lhe abre um campo de aplicações quase ilimitado, muitas vezes surpreendente. A perfeição dos resultados obtidos na limpeza de peças com alta responsabilidade dimensional e a rapidez e economia com que são obtidos, consagram as pequenas esferas como um eficaz material para jateamento. Uma importante característica peculiar ao processo é a de que, além da ação de limpeza, com a mesma operação resulta um acabamento superficial acetinado de grande beleza e uniformidade. Em alguns casos, operações de rebarbamento também podem ser simultâneas. Em outros, efeitos colaterais de “peening” podem ser de relevante importância para o aumento da vida útil das peças.

Inúmeras vantagens não abrasivas: A forma esférica, associada a dureza e densidade do vidro, removem contaminações e acabam superfícies com rapidez eficiência sem destruir sem destruir as tolerâncias das peças tratadas. Em condições perfeitamente controláveis, é sempre possível assegurar que não haja remoção de material significativamente mensurável, qualquer que seja a natureza do metal jateado.

Ausência de contaminação: O vidro, por ser virtualmente inerte, não reage quimicamente com os materiais tratados. A adequada densidade e tenacidade resistência à fratura – associadas à suavidade da forma esférica. Impedem sua incrustação nas superfícies.

Operações uniformes e especificáveis: Regularidade de forma, regularidade propriedades físicas e químicas e regularidade de classificação, são características peculiares às esferas de vidro e garantem uma uniformidade impressionante aos serviços executados. Em equipamentos apropriados podem ser sempre reproduzidos, com precisão, resultados anteriormente obtidos.

Resistência a formação do pó: As esferas de vidro estão sempre associadas à formação pouquíssimo pó. Sua forma e dureza oferecem grande resistência à fragmentação.

A norma estabelece apenas padrões de limpeza. Para completar a especificação das condições mínimas de preparação de uma superfície outros fatores devem ser considerados como ausência de óleos ou graxas, contaminações que devam ser evitadas (geralmente citando o abrasivo recomendado) a rugosidade apropriada (geralmente de 20 a30% da espessura do revestimento), entre outras.

Principais Aplicações

Limpeza: As inúmeras qualidades das esferas de vidro oferecem vantagens quando empregadas em processos de limpeza:
Sua densidade, dureza e tenacidade, removem com eficiência incrustações as mais diversas, deixando as superfícies metalurgicamente limpas, sem quaisquer contaminações.
A forma esférica de sua superfície, apesar da energia do impacto, não remove partículas metálicas das superfícies das peças jateadas. Com granulometrias e pressões apropriadas podem ser aplicadas em peças de alta precisão, mantendo-as dentro das tolerâncias estipuladas.
Por se tratar de um processo a seco, dispensa operações posteriores de limpeza, permanecendo as superfícies com o belo aspecto característico, sem manchas por oxidação e evaporação, preparadas, inclusive, para receber soldas, colas e pinturas, revestimentos galvânicos, anodização etc.

Acabamentos Acetinados: Uma das características mais importantes e insubstituíveis do processo de jateamento com micro esfera de vidro é o acabamento fosco ou acetinado de superfícies metálicas. Garante absoluta uniformidade em produções contínuas. Como todas as variáveis são especificáveis, o processo é repetitível. Acabamentos idênticos podem sempre ser reproduzidos. Como as superfícies não são contaminadas, o processo é ideal para fosqueamento, decapagem de aço inox, metais preciosos (jóias) e outras superfícies não revestidas. Por não ser abrasivo, seu emprego é compulsório para acabamento de peças ou instrumentos de alta precisão. Seu baixo custo operacional abre a possibilidade de melhorar o acabamento até em peças de pequeno valor.

Gravação: Com a utilização de máscaras apropriadas podem ser obtidos contrastes entre o polido e o fosco numa mesma superfície. A grande durabilidade das máscaras, a rapidez da operação (geralmente uma fração de segundo), a dispensa de operações prévias ou posteriores, como remoção de óleos, lavagem ou secagem e a utilização de mão-de-obra não especializada, asseguram a economia do processo. As gravações e decorações são indeléveis mas superficiais e, portanto, não destrutivas e podem ser obtidas com grande nitidez e precisão de detalhes. São empregadas na identificação de peças mecânicas, em artefatos de aço inox, latão, alumínio, vidros, cristais, porcelanas etc.

Desrebarbamento: Apesar de não ser abrasivo, o jato com esferas de vidro elimina certos tipos de rebarbas quebrando-as ou compactando as arestas vivas sem alterações dimensionais no corpo das peças. Vultosas economias de tempo e dinheiro podem ser obtidas dada a rapidez e uniformidade com que se processa a operação, principalmente quando for viável a utilização de equipamentos automáticos ou por tamboreamento. É útil observar que a mesma operação que elimina as rebarbas acaba a superfície das peças, melhorando sua aparência.

Aplicações consagradas

Das inúmeras vantagens peculiares às esferas de vidro como material de jateamento, decorrem aplicações importantes como processo de limpeza na área industrial, tanto em produção como em manutenção. Promovem a limpeza e acabamento superficial, numa mesma operação, em peças estampadas, forjadas, de extrusão, usinadas ou repuxadas e a preparação de superfícies para pintura, galvanização, anodização, soldagem e aderência de colas, lacas, plásticos ou borracha.

Manutenção automotiva: Descarbonização e limpeza em geral de cabeçotes, blocos, válvulas, virabrequins, carburadores, velas, rodas e em muitos outros componentes de motores e carroçarias.

Manutenção ferroviária: Além da limpeza de peças de motores é importante a aplicação das esferas na recuperação de motores elétricos, dínamos, contatos em disjuntores etc.

Manutenção naval: É uma ferramenta indispensável em face dos graves problemas de corrosão em peças de maior precisão. Além de remover os óxidos e revestimentos de proteção, prepara as superfícies para ancoragem de tintas. Um bom exemplo é a recuperação de antenas de radar.

Manutenção aeronáutica: É o setor que mais aplicações desenvolveu para o processo não só em motores como em turbinas, hélices, trens de pouso e em inúmeras partes das células das aeronaves. Podem ser utilizadas na limpeza de partes de motores, turbinas e de peças de precisão. Promovem o "Shot-peening" em peças de responsabilidade contra afadiga, abrasão, corrosão ou superaquecimento e remoção de incrustações e melhoria das condições de atrito e condutibilidade elétrica.

Moldes em geral: Além da limpeza sem abrasão dos moldes para vidro, borracha, baquelite, placas de “shell-molding”, matrizes para forjados, entre outros, os efeitos colaterais de “peening” aumentam a sua vida útil. Um bom exemplo é o emprego das esferas de vidro para limpeza de moldes de pneus, tanto aço como de alumínio, solução internacionalmente adotada pela maioria dos fabricantes. Também promovem o fosqueamento de moldes substituindo a texturização química e a eliminação de pequenas rebarbas, inclusive em pontos de difícil acesso, também recomendado para peças de alta precisão.

Limpeza de Hidrômetros: Registros, válvulas, conexões, tubulações etc. Inspeção: A qualidade da limpeza e uniformidade do acabamento superficial, facilita a inspeção visual, química ou metrológica.

ferramentaria e de estamparia: Aumenta a vida útil, elimina rebarbas de afiação e reduz a aderência de partículas dos metais removidos, como de alumínio, por exemplo.

Motores elétricos: Rotores, carcaças, escovas tanto de motores como de geradores elétricos. Em coletores, após a solda e usinagem, o tratamento é indicado não só para limpeza como para melhoria da resistência ao desgaste pelo atrito e da condutibilidade elétrica.

Eletrônica: Eliminação dos vernizes isolantes em fios ou resistências variáveis. Limpeza de circuitos impressos para aderência de solda e, posteriormente, para remoção dos resíduos isolantes ou para reforço da resistência ao atrito e à corrosão por faíscas, remoção de incrustações e oxidações em contatos elétricos, fios e terminais para melhoria da condutibilidade superficial.

Tratamento Térmico: Remoção de resíduos de tratamento térmico coma uniformização da cor. Remoção de carepas de solda.

Indústria Têxtil: Limpeza de pinças e rolos nas páreas de tingimento. Em guias-fios, para remoção de resíduos de tratamento térmico e preparação para revestimentos de cromo-duro

Aço Inox: Por não contaminarem as superfícies tratadas, as esferas de vidro é o material mais indicado para limpeza e acabamento de aço inox.

São apenas algumas aplicações mais usuais, mas são bastante ilustrativas das características do processo. Com microesferas de vidro, jateamento pode ser aplicado com eficiência e economia para a limpeza de peças de precisão.

 

Conheça mais sobre o processo de Pintura Liquida, executado pela Tecgal Acabamentos Superficiais Ltda.